sexta-feira, março 22

Mórbido

Olhos que ardem, no movimento do som e da cabeça. Coração martela infinito, e não pare. Continue, forçe, pressione, esmague. Mais. Dor, olhos marejados que suam, suam e soem os sons ao cérebro, sim mão que controla meu corpo, que bate meu corpo, que prende o corpo no chão, que chora, que sua e soa e, som mais alto, mais forte, mais poderoso e coração que batia. E não batia... e não, batia.

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Que tal seguir por email?

▲ TOPO