quinta-feira, agosto 29

Fotografias

Busquei nas velhas fotos
encontrar teu antigo calor
e procurei desesperada
ali, teu cheiro e tua voz


Mas as fotos competem comigo
e minhas memórias
e não trazem teu afeto desmedido
nem tua cálida presença
não
as fotos revelam congelado momento
em que fitava-me com amor tal já findo
junto ao teu corpo, e tua vida!

sexta-feira, agosto 23

Finalmente

Finalmente alcancei 
a paz de uma vida turbulenta
a alegria de uma vida triste
a euforia de uma vida parada
a desgraça de uma vida amorosa!

sexta-feira, agosto 16

Não sou Eu

Quando olhei para mim
refletida numa poça d'água
senti fremir de asco
(pelo que vi)
alguém que era minha cara
mas estava longe de ser eu!

quarta-feira, agosto 14

Destino

Saindo agora
no meio tempo ruim
na chuva que ameaça
no frio que chegou
na vontade de chegar logo

Saindo agora
com destino à felicidade,
há felicidade!

terça-feira, agosto 13

Casa

Saudades de casa
do aconchego do lar
do cheiro da comida
do abraço carinhoso
do amor velado e
das lembranças da infância

domingo, agosto 11

Desisto

Desisto de tudo
Peço arrego enfim
Dessa vida triste
Desse desamor antigo
Dessa dor inútil
De você
Velha Companhia

quinta-feira, agosto 8

Cigarro

Acendi meu cigarro de filtro branco. Dei uma longa tragada. Respirei três vezes antes de soltar a fumaça. E ela dissolveu no ar, deixando-me, igual você. Sinto falta, neste momento, de um café forte e bem doce, e da sua companhia, embora eu não te conheça, tenho esperanças. Enquanto você não chega, continuo meu vício fatal, e se você chegar tarde... apenas chegue.

terça-feira, agosto 6

Por aí

Por aí
sem compromissos
só com o vento
voando alto
sem pressão,
mais tesão!

Assassino

Temi ontem como nunca
a face do mal que há em mim
pois ela me fez fazer más coisas
com você. E gostei da sensação
do seu medo, seu pavor. Adorei!
Fora do meu controle, tomei sua vida
pulsante em minhas mãos, e bebi dela
com sedenta vontade. E como já disse, 
temi eu esse momento, inevitável.

domingo, agosto 4

Cão

Seu tom veio manso para se infiltrar no meu coração, sabe?
E queria ter o poder de combater essa emoção, decliná-la educadamente!
Ser desprezível como nosso fim foi um dia.
Mas os olhos sofridos, e as escoriações no corpo me comoveram,
e acolhi-te em minha casa, provi-te a comida, o carinho, e no fim,
no fim fui abandonada. E não é que te culpe, não a ti necessariamente,
mas culpo o destino, que nos juntou e de forma cruel separou,
e dei-te a medicina, e cuidei-te as necessidades, mas anjo,
em seu último suspiro, eu não estava lá, e quando já estava inerte
foi que eu cheguei, e seus olhos, aqueles mesmos, não tinham vida
e apesar de tudo, não trocaria nada, por nada!

Platônico

Tentação.
Em meus sonhos és tudo que desejo,
Em realidade não conhece-me
mas eu sim, conheço-te
Em verdade, é amor:
Amor Platônico!

sábado, agosto 3

Silêncio

Olhando aqui para o céu
o suor escorrendo pela face
o calor entrando nos poros
posso lamentar sua ausência
posso chorar e culpar o sol
posso gritar em voz baixa
e posso me calar, apenas,
me calo, pois palavras mal ditas
devem ser palavras silenciosas

Legítima defesa

Foi tudo legítima defesa,
eu juro!
Cheguei nela mansamente e 
de nada mansa estava ela
metia em mim, dor profunda
Foi tudo legítima defesa,
eu juro!
Que ela caiu num poço
cheio de cimento fresco
Foi tudo legítima e coincidente defesa,
eu juro!

sexta-feira, agosto 2

Conflito

E o conflito me aperta por dentro
o meu conflito pessoal contra o mundo
preocupada com todos os padrões 
em ser amada por quem não conheço
e meu conflito me consome, diariamente
e tento não me importar, mas não posso
está tão profundo em mim, que não consigo ser eu mesma.
Quero ser o querem que eu seja!

Teu desprezo

Linda flor. Belo sorriso
Considerável fortuna
carrega você, no corpo
Ah, minha linda!
Que me despreza
e amo teu desprezo
que é melhor que
teu amor fútil, 
inútil, idiota!

quinta-feira, agosto 1

Olhos

Estou olhando em todos os lados
procuro o que nem sei encontrar
infinitamente desesperada 
e as janelas que emolduraram
seu belo rosto, hoje vazias,
emolduram dois olhos vermelhos
e o meu medo e a procura
acabam(?)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Que tal seguir por email?

▲ TOPO