domingo, agosto 4

Cão

Seu tom veio manso para se infiltrar no meu coração, sabe?
E queria ter o poder de combater essa emoção, decliná-la educadamente!
Ser desprezível como nosso fim foi um dia.
Mas os olhos sofridos, e as escoriações no corpo me comoveram,
e acolhi-te em minha casa, provi-te a comida, o carinho, e no fim,
no fim fui abandonada. E não é que te culpe, não a ti necessariamente,
mas culpo o destino, que nos juntou e de forma cruel separou,
e dei-te a medicina, e cuidei-te as necessidades, mas anjo,
em seu último suspiro, eu não estava lá, e quando já estava inerte
foi que eu cheguei, e seus olhos, aqueles mesmos, não tinham vida
e apesar de tudo, não trocaria nada, por nada!

4 comentários:

  1. Nossa! é um horror quando o nosso bichinho tem que seguir o caminho dele. Poucos entendem pq choramos... " Era só um cachorro,.. era só um bicho". Não! é parte de nossos melhores sentimentos.
    Bjs
    Lúcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lúcia! Exato, nem todos entendem a dor de perder um animal, e perdê-los faz parte do processo, muitas vezes doloroso, que é viver! Mas apesar de tudo, sempre podemos contar com as lembranças e o carinho que eles nos dão, às vezes, mais do que merecemos!

      Obrigada!

      Excluir
  2. Nada pode definir a dor terrivél q é perder um pedacinho de nosso coração pois quando adotamos nos doamos tratamos com filhos tenho um cão com 14 anos sei q ja é bem velhinho para idade dele e isso esta me matando ja...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lucinéia! Quanta verdade. É uma dor inexplicável, pois a gente ama de todo coração, eles fazem parte de nós, e inevitavelmente tem que partir. Desejo muitos anos de vida ao seu cachorro, ainda, embora ele já esteja idoso, ele pode viver muitos anos mais, e que assim seja.

      Obrigada pelo seu comentário!
      Abs

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Que tal seguir por email?

▲ TOPO