sábado, junho 29

Perfume

E seu perfume suave
essência incandescente
um desejo tão picante
despertar de meu clamor

E seu perfume cruel
sedutor e flamejante
libido algures de mim
bebida forte, inebriante

quinta-feira, junho 27

Menina Castanha

Olhem a Menina Loira
espalhando charme por aí
deambulando pelas frestas
fingindo ser o que quer e tal,
encantou, brincou cas cores!

Visto o fato, tive logo 
que trocar da poesia
seu desígnio primeiro!



*Nunca tinha escrito nada para uma pessoa específica, posto que mal sei escrever (risos). Dedico este à uma amiga (Érica), e a tod@s que brincam com as cores fazendo delas encanto aos olhos.

quarta-feira, junho 26

Gato

Tinha um gato
latindo 
no meu telhado
Sim, latindo 
na madrugada
e o seu latido 
miava as horas
do meu coração!

segunda-feira, junho 24

E choram

Choram os olhos
as lágrimas soltas
encontradas internas
arraigadas no peito
aquela velha, velha
tristeza e sublime 
saudade dos tempos 
idos, e das pessoas
já amadas e nunca, 
jamais, esquecidas'

sexta-feira, junho 21

Injustiçada


Ignorada, minha pele em seio teu
Injustiçada, fica em mim mau sabor
Não amada, repugnada, mal vista
Impotente, estou sendo criticada,
pelos meus supostos defensores!

segunda-feira, junho 17

Luta

Passou em meu corpo
desejo forte de revidar

e de todos os cantos
desafiar as maldades

Senti aqui forte apelo
no peito um certo orgulho
vontade de estar junto
banir o podre da vastidão

sexta-feira, junho 14

Escritos d'Eu

Da escrita da infância
Fiz bê-á-bá minha carreira
Das letras da adolescência
Fiz minhas cartas de amor
Das letras soltas pelo ar
Faço de mim a escrita do Eu


quarta-feira, junho 12

Bar

Eram 17h17min, momento que olhei o tempo do relógio, momento que começou o tango da saudade. Era essa a hora que o desejo de escrever ultrapassou o bom senso que regateio constantemente. E essa hora valeu o esforço da reflexão, e perguntei ao meu coração se era ele feliz, e como a resposta é uma ação da minha sobriedade, levantei-me, e ao me afastar do tempo marcado, troquei as perguntas pelas respostas de um copo de brandy.

É na madrugada, meu bem

É na madrugada, que o riso cessa
É da madrugada, o arrependimento
É na madrugada, que o pranto rola
É na madrugada, coração, 
que verdade assola

terça-feira, junho 11

Eu, túmulo

Retribuo em meu corpo, toda essência de você. Velo pelo teu encanto, mesmo se no fim venha a padecer. Carrego em meu sonho, lembranças imaculadas, que de tão velhas e acabadas, diluem minha esperança em reviver. Folgo na amargura, temo na solidão, vivo só desventuras, morro logo... e meu corpo como túmulo, guarda no mais profundo dos sentimentos, saudades sempre, daquela ilusão.

segunda-feira, junho 10

sábado, junho 8

Desejo

Pudesse eu
contar meu medo
a ti
amigo (amante)

Embora pudesse
nada diria
consome a mim
o medo

quinta-feira, junho 6

Canto

E cantem odes ao infinito
e cantem preces aos seus deuses
e cantem cânticos aos amores
e cantem todos seus pesares

e canto eu, minhas tristezas
e canto eu, saudades suas

quarta-feira, junho 5

Em vão

Amanhã, de manhã
vai ser um longo dia
para nós dois perdidos
em uma sátira agonia

E depois daquele tempo
nossos medos e encantos
nossas vidas despedaçadas
e os sonhos, esquecidos

E no fim da nossa vida
essa semana desprendida
nosso estado de emoção
nosso caso, tudo em vão!

segunda-feira, junho 3

Amigos?

Talvez eu não tenha amigos, talvez eu viva solitária entre as pessoas que se dizem minhas. Talvez eu não possa te contar meus mais profundos segredos, e isso me diz que eu não sou sua amiga de verdade, aliás, não sou nada para você. Uma carcaça que eu levo nas digitais dos dedos. Se não confio em ti para contar meus mais íntimos e infinitos humores, se eu sorrio para não te ver bolada, se eu minto, ainda que de leve, então não sou sua amiga, senão uma companheira pouco confiável, não? Mas, e quem disse que todos os amigos sabem de tudo mesmo? Amigos gostam de dizer que te conhecem como a palma da mão, mas mentira seja revelada, ninguém conhece a imensidão que se dá na palma da mão, e desculpe o desabafo fulo, amigos e amigas, quem são vocês? E, sobretudo, quem sou eu?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Que tal seguir por email?

▲ TOPO