quarta-feira, junho 12

Bar

Eram 17h17min, momento que olhei o tempo do relógio, momento que começou o tango da saudade. Era essa a hora que o desejo de escrever ultrapassou o bom senso que regateio constantemente. E essa hora valeu o esforço da reflexão, e perguntei ao meu coração se era ele feliz, e como a resposta é uma ação da minha sobriedade, levantei-me, e ao me afastar do tempo marcado, troquei as perguntas pelas respostas de um copo de brandy.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Que tal seguir por email?

▲ TOPO