sexta-feira, abril 12

Lento e profundo

Lento e profundo. Um poço, um desejo, um sonho, e um desperdício. Lento e profundo. Tão profundo que dói, que amarra a boca, que mata e caminha. Lenta e dolorida, a presença e o espanto. O medo e o sonho. Lento e profundo, lento tão lento, e medroso. Essa era eu, e lento era eu e o profundo era eu, e sou eu, e profunda imensidão de sonhos perdidos. Lenta e misteriosa, vida lenta, vida misteriosa. Lenta tão lenta. Corre.

2 comentários:

  1. so um pergunta esses pensamentos sao seus, me lembrou eu a algum tempo atras... tinha pensamentos tambem...


    retribua a visita no nosso blog no link
    http://blogtempoedinheiro.blogspot.com.br/
    e deixe um comentário também
    obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que seus pensamentos voltem!
      Obrigada, vou visitar seu blog sim!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Que tal seguir por email?

▲ TOPO