segunda-feira, maio 13

Caixas de sapatos

Caixas de sapatos. Empilhados, enclausurados, amassados. Minhas coisas sobre as suas, suas coisas sobre as deles e nossas coisas acima de todos, e tudo, e não temos portão. Claro, temos um portão, mas não é teu, nem meu, é de todos, e o que é de todo mundo a ninguém pertence. Vê? Caixas de sapatos, uns sobre os outros e os outros sobre nós. Não vamos estender a analogia para um campo mais filosófico, ou político, vamos nos concentrar numa verdade, somos sapatos sem dono, morando uns sobre os outros, sem par, sem cor, sem graça nem grana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Que tal seguir por email?

▲ TOPO