segunda-feira, março 24

Fazendo história

Nos movimentos das palavras, e no brincar dos dedos sobre o papel, pesa minha alma sua subida ao céu dos encantos interiores. Brinca minha mão com os dedinhos dos pés, fazendo-os subir e descer de forma desumana, mas o cérebro não detecta dor, ele está preocupado com a poesia viva que em mim respira. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Que tal seguir por email?

▲ TOPO