sexta-feira, fevereiro 14

Desabafo

Bem, veja bem
cansei da luta incessante pela perfeição
cansei de mendigar solidão
cansei de amassar teu pão
cansei de alisar teu ego
e depois de tudo
eu que me estrepo

Cansei, veja bem
de ser quem não sou
de ser quem não serei jamais e por tudo isso
te digo, ou digo-te

Adeus, maldição
dane-se tu, perdição

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Que tal seguir por email?

▲ TOPO